DERMATOLOGIA CIRÚRGICA

Dermatologia cirúrgica

Experiência e segurança em procedimentos cirúrgicos realizados nos melhores hospitais do Rio de Janeiro

UNHA ENCRAVADA


O tratamento cirúrgico consiste em limpeza local, anestesia infiltrativa e remoção parcial da área acometida e o canto encravado. Isto é feito com o corte de uma faixa estreita da parte lateral da unha chegando até a matriz da mesma. Se houver tecido de granulação ele é curetado (raspado) e também usado o fenol 88% para cauterizar. O curativo utiliza gaze e micropor que envolvem e pressionam levemente a unha operada. Dessa forma, o local é protegido evitando sangramento e contaminação. O paciente permanece com o curativo por 5 dias, período em que usa calçados especiais. Em geral, essa cirurgia é bem-sucedida e a unha não volta a encravar.

Lembrar que é necessário o diagnóstico médico porque nem sempre a inflamação com dor nesse local é unha encravada e, portanto, há necessidade da avaliação pelo especialista para fazer o diagnóstico e tratamento correto.

CORREÇÃO CIRÚRGICA DE QUELOIDE


A cirurgia, com remoção da lesão, deixando uma pequena margem e ao final, infiltração de medicamento 9que pode ser corticoide, 5-fluoracil ou bleomicina). O corticoide é um anti-inflamatório e 5-fluoracil ou bleomicina eles são tratamentos para tumores, para câncer.

PREENCHIMENTO E MD CODES


Esta técnica preconiza a avaliação global do rosto, com atenção as desproporções e perdas do tecido gorduroso, vazios e sombras e repercussões de movimentos de cada indivíduo. A partir desta avaliação completa, utiliza-se o preenchedor em determinados pontos, chamados códigos, que favorecem o levantamento facial e também reestruturam áreas já muito fragilizadas. Trata-se de técnica de preenchimento, utilizando-se o conhecido ácido hialurônico.

Cada caso deve uma avaliação individualizada embasada no conhecimento da anatomia e fisiologia. Os códigos são referências especiais para esse tipo de tratamento e contribuem para um melhor entendimento do conjunto de estruturas que compõe a face humana.

As áreas envolvidas na aplicação dos MD Codes™ compreendem toda a região dos olhos, região malar, lábios, área do queixo e contorno facial.

Dependendo da situação, quando bem indicada e na hora certa, essa técnica pode equivaler a uma cirurgia plástica, preservando a anatomia e as proporções individuais, visando o rejuvenescimento global e não apenas localizado.

REMOÇÃO DE CISTOS E VERRUGAS


Existem inúmeras técnicas para retirada de verruga. Podemos fazer curetagem (raspagem) mais eletrocauterização, as mesmas também podem ser tratadas somente com eletrocauterização. Também são utilizados lazeres, em especial o laser ablativo. Outro método utilizado é o nitrogênio liquido, que é uma queimadura pelo frio e que também elimina a verruga.

São utilizadas técnicas com ácidos, usados no consultório após a raspagem local. O médico dermatologista é o especialista mais indicado para o diagnóstico e tratamento. Há também infiltrações intralesionais com quimioterápicos como bleoxane e nutotrexate. Em geral o primeiro passo é diagnosticar a verruga, que é uma lesão causada por vírus. Existem vários subtipos de vírus que causam a verruga e alguns deles podem ser cancerígenos, sendo assim, verrugas na área genital devem ser investigadas em relação ao subtipo do vírus.

CRIOLIPÓLISE


O termo criolipólise se refere a destruição seletiva e intencional de adipócitos (células que armazenam gordura) através de resfriamento controlado. A criolipólise é feita com tecnologia não invasiva que promove a sucção da pele junto com o subcutâneo que é resfriado entre duas placas de congelação. O equipamento controla o vácuo, a temperatura e o tempo de congelação. O frio atinge o subcutâneo, a pele suprajacente é protegida e não é danificada, pois não é resfriada na mesma temperatura que o tecido gorduroso. Portanto, a criolipólise tem como princípio a agressão da célula gordurosa pelo frio. O adipócito é mais sensível às baixas temperaturas do que as estruturas da epiderme e derme. O adipócito, ao ser atingido pelo frio, sofre um processo de destruição chamado apoptose e na sequência é eliminado do organismo.
WhatsApp chat